Notícias

Afunilamento, descontinuidades e expansão económica especulativa em debate

"Economia e Governação: Desafios e Propostas" foi o tema de uma conferência organizada pelo IESE, CIP e OMR, na qual participaram académicos, activistas sociais, empresários, funcionários públicos e represnetantes do corpo diplomático. O seu objectivo central era mostrar as implicações da investigação e reflexões críticas sobre a economia de Moçambique para a política pública. Foram apresentadas quatro comunicações, uma de João Mosca sobre "Produção e segurança alimentar: uma prioridade necessária" (pdf), outra de Adriano Nuvunga, "Governação e integridade em Moçambique: avanços para a transparência"(pdf), e duas do Grupo de Investigação de Economia e Desenvolvimento do IESE. Das comunicações do IESE, a primeira, "Questões de sustentabilidade e transformação macroeconómica e desafios de política pública: Bolha económica em Moçambique?", (pdf), discutiu a rápida expansão (insustentável) da economia com base em dívida e especulação derivada do seu carácter extractivo e poroso. A segunda comunicação do IESE, "Dimensões multifacetadas de ligações em economia extractiva", (pdf) focou a sua análise no carácter afunilado e descontínuo das ligações, com enfoque nas ligações entre empresas e no emprego rural. Veja também a Intervenção de abertura (pdf) e o Comunicado final (pdf).

Foi também apresentado e lançado livro “China and Mozambique. From Comrades to capitalists”.

Chinese and Brazilian agricultural models in Mozambique. The case of the Chinese Agricultural Technology Demonstration Centre and of the Brazilian ProALIMENTOS programme

É o mais recente artigo do investigador do IESE, Sérgio Chichava publicado pelo Future Agriculture Consortium (FAC). Tomando como base o programa brasileiro ProAlimentos e o Centro chinês de Investigação e Transferência de Tecnologia Agrárias do Umbelùzi (CITTAU), o artigo faz uma comparação dos modelos de transferência de tecnologia agrícolas do Brasil e da China na agricultura moçambicana. (pdf)

Crescimento económico, acumulação de capital e porosidade económica em Moçambique – perdas sociais, ganhos privados

Um artigo de Carlos Nuno Castel-Branco, com o título “Growth, capital accumulation and economic porosity in Mozambique – social losses, private gains” (pdf) foi recentemente publicado no journal académico Review of African Political Economy (ROAPE). Na maior parte das últimas duas décadas, a economia de Moçambique cresceu a uma média anual de 7,5% e tornou-se numa das três mais apetecíveis para o investimento directo estrangeiro e créditos comerciais internacionais. No entanto, enfraqueceu a sua capacidade de reduzir pobreza e de providenciar uma base económica e social ampla de desenvolvimento, e a dívida pública tem crescido meteoricamente. Este artigo é focado na análise do papel da porosidade económica na explicação destes aparentes paradoxos da economia política de Moçambique, argumentando que é um factor dominante na promoção de ligações entre o capital doméstico emergente e o capital internacional, atracção de capital e mercantilização de novas áreas de actividade económica em social, em prejuízo do desenvolvimento social e económico alargardos.

Destaques

IV CONFERÊNCIA INTERNACIONAL

Teve lugar nos dias 27 e 28 de Agosto de 2014 a IV Conferência Internacional do IESE com o tema "Estado, Recursos Naturais e Conflito: Actores e Dinâmicas". Foram apresentadas pouco mais de 60 comunicações de investigadores nacionais e internacionais.. As apresentações serão brevemente organizadas na série "Conference Papers" do IESE, entretanto os materiais da conferência encontram-se disponíveis aqui. O discurso acadêmico de abertura foi proferido pelo acadêmico Moçambicano Elísio Macamo. Leia discurso do diretor do IESE (pdf) e o discurso acadêmico (pdf)

Publicações recentes

  • IDeIAS_Nº68 - Consumo Agregado Moçambicano: Evolução e Relevância Estratégica (2015) (Download)
    Autor(es): António Francisco e Moisés Siúta

  • Cadernos IESE Nº 14 - Revoltas da Fome:Protestos Populares em Moçambique(2008–2012) (2015) (Download)
    Autor(es): Luís de Brito, Egídio Chaimite, Crescêncio Pereira, Lúcio Posse, Michael Sambo e Alex Shankland

  • Cadernos IESE Nº 13 (Port) - O orçamento participativo num regime autoritário competitivo: um estudo de caso (Maputo, Moçambique) (2015) (Download)
    Autor(es): William R Nylen